Todo Dia Um Rock

O Maior Portal de Rock do País!

Corey Taylor Critica “Diplomaticamente” Membros de SLIPKNOT e STONE SOUR

Algumas semanas atrás, Corey Taylor sutilmente criticou seus companheiros de banda do SLIPKNOT e STONE SOUR ao citar que seu novo álbum solo foi “provavelmente o álbum mais agradável que eu fiz desde o primeiro álbum do SLIPKNOT.” Bem, em uma nova entrevista postada na Forbes, Taylor não foi tão sutil.

Quando questionado sobre por que foi revigorante trabalhar no material solo, Taylor começou a resposta dizendo que queria ser diplomático e não “trair nenhum de seus irmão”, mas no final da resposta, parece que ele acabou fazendo isso. Vamos dar uma olhada na citação:

“Eu posso resumir assim. Foi a primeira vez em anos que estive cercado por pessoas, cada uma dessas pessoas estava com tanta vontade quanto eu novamente. Isso faz sentido?”

“Isto sou eu sendo muito diplomático, não estou tentando prejudicar nenhum dos meus irmãos, mas é a primeira vez em muito tempo que estou cercado por pessoas que querem fazer música pelo mesmo motivo que eu, e isso era apenas para fazer uma música incrível, estar animado com a oportunidade de fazer algo massivo”.

“Estar tão energizado e animado que você pode sentir isso em uma gravação, você pode ouvir na música, você pode ver quando estamos tocando”.

“Já se passou muito, muito, muito tempo desde que estive cercado por pessoas que eram tão interessados em fazer música, foda-se vender, foda-se tocar, foda-se tudo isso, fazer música apenas porque nos dá alegria. Eu não sentia isso há muito, muito tempo”.

“Então foi isso que eu quis dizer. Eu não dou a mínima para nada disso cara, eu faço música para mim primeiro, depois compartilho com as pessoas. Se eu não gosto disso, não coloco para fora. Eu nunca vou”.

“Essa é a única razão para fazer isso; se eu ganhar dinheiro, isso também é incrível. Posso pagar minhas contas, cuidar do meu pessoal, mas não tenho um Lamborghini, não tenho um banheiro de ouro maciço, não dou a mínima para nada disso”.

“A única coisa que importa para mim é fazer música que eu quero ouvir de volta. Não posso dizer isso sobre muitas pessoas com quem estou em uma banda. Qualquer banda. Mas posso dizer isso sobre essa banda. É isso”.

“We Are Not Your Kind”

Na próxima pergunta, a Forbes perguntou sobre o álbum do SLIPKNOT de 2019 “We Are Not Your Kind” ter sido tão bem recebido: “É justo dizer que os fãs não sabem dizer qual é a dinâmica ou entusiasmo dentro de sua banda – ou quem está motivando cada um de outros?” Sobre isso, Taylor, de fato, respondeu diplomaticamente.

“Às vezes, é a tensão que cria a criatividade. Mas eu não prospero com isso. Eu não preciso disso para criar. Algumas pessoas precisam. Mas há pessoas como eu que podem fazer isso de outra maneira”.

“Eu prefiro sentir uma vibração tipo ‘um por todos e todos por um’. Isso é o que eu amo. Adoro estar em um estúdio e ficar tão feliz com algo que você pensa: ‘As pessoas vão pirar quando ouvem isso’. Essa é a minha vitória. Essa é minha gratificação”.

“Eu não preciso de tensão. Não preciso de brigas. Eu não preciso de drama. Passei a maior parte da minha vida envolvida nesse drama, gostasse ou não. Para mim chega”.

“Você falou sobre ‘We Are Not Your Kind‘, o próprio conteúdo lírico disso veio de viver em um drama tóxico por anos e, finalmente, sou capaz de me livrar dele. Então, nesse aspecto, eu precisava disso”.

“E foi uma boa experiência para mim com ‘We Are Not Your Kind’, nos divertimos muito fazendo isso … quando estávamos perto um do outro. Mas, ainda é completamente diferente da experiência que tive com este álbum solo”.

O primeiro álbum solo de Taylor, “CMFT“, estará disponível em 2 de outubro, e você pode ouvir alguns singles dele aqui.

Compartilhe Com Seus Amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Todos os Direitos Reservados |